Assim comecei a fazer arte

Depois de fazer uma faculdade de Direito e finalmente perceber que não servia para mim, no ano de 1999, aos 26 anos, eu finalmente me rendi ao chamado de minha criança interior, a menina que queria ser artista, e comecei a fazer muitos cursos de artes. Estava também em busca de um produto que fosse bom o suficiente para poder vender e me sustentar como artista.
Nesta época eu era funcionária pública, trabalhava em uma casa abrigo onde cuidava de crianças sem lar, pela prefeitura de Caxias do Sul – RS. Tinha bastante tempo livre pois a carga horária era de 33h semanais.
Fiz de tudo, com uma urgência louca de alma: desenho, pintura escultura, até que conheci a argila. Foi quando algo dentro de mim meio que se acalmou, eu gostei.
rosa-1Estudei as várias técnicas, mas sou meio rebelde sabe, não gosto de técnicas rsss faço meio do meu jeito, e do meu jeito às vezes foge do convencional. Eu fazia peças muito finas, eram frágeis demais… então minha professora de cerâmica, pela qual tenho minha eterna gratidão, a Marcia Tomasini, me ensinou uma técnica que me fez brilhar os olhos: o paper clay, argila misturada com papel.
Eu desmanchava a argila e o papel na água, misturava tudo com a ajuda de uma peneira, uma trabalheira doida. O legal é que o papel dá o suporte para a modelagem das peças mais finas e não as deixam rachar na confecção e secagem, além de deixar a peça 50% mais leve. Na hora da queima o papel vira carbono e fica só a argila.

Hoje pensando no meu jeito de ser não entendo como eu podia sentir prazer fazendo aquela lambuzeira, só podia que dentro de mim alguma coisa sabia o que viria no futuro, por que era muita lambança.
Fiz algumas experiências com essa argila com papel. Como ficava pastosa (barbotina) tinha que colocar sobre placas de gesso para voltar à sua consistência pois o gesso chupa a água.

Daí eu comecei a brincar com os dedos, em forma circular sobre a placa de gesso e fiz algumas mandalas, como a foto ao lado. E desta forma um dia eu VI UMA ROSA. Não me pergunte como, mas eu vi, me lembro como se fosse hoje. Foi deste insight ou visão que eu comecei a fazer rosas, em 2001.

rosa-2As primeiras rosas eram muito mais finas, a queima era em uma temperatura mais baixa, então elas ficavam muito frágeis. E tb não eram tão bonitas… mas eu amava, eu achava elas lindas, e fui muito persistente pois pela lógica era muito difícil que eu as vendesse.
Mas aquela coisa dentro de mim não me deixava parar. Tinha uma força muito grande que me movia, hoje eu sei o porque.

Enfim, com rosinhas avulsas nas mãos tentei vender, mas não vendia… precisava criar produtos atrativos com elas. E comecei a criar as peças. Hoje no meu site tem 80 peças diferentes, todas com rosas, fora o que eu fiz e não coloquei lá.
rosa-3Desde então venho aprimorando a técnica, ninguém me ensinou a modelagem da rosa, eu que criei. Hoje ela está bem resistente, até pq a queima é mais alta e a argila é melhor. E continua fina e delicada como minha intuição sempre me fazia trabalhar em todas as peças.
A arte me mostrou meu lado empreendedora, participei de muitos eventos de decoração, corri atrás de arquitetos, lojas, clientes. Montei meu ateliê. Mostrei de todas as formas meu produto, tive até revendedores.
Hoje vendo pela internet que para mim se tornou a forma mais eficiente.
E como sempre fui muito observadora, tiro muitas outras conclusões da minha história.
a. Tudo começa por um sonho, e sonhos nos movem com uma vontade inexplicável. Siga seus sonhos!
b. Precisamos ter persistência pois cada dia é um aprendizado, um passo de cada vez as coisas se concretizam. Não nascemos prontos, temos que entender que a vida nos fornece tudo que precisamos, dia após dia nas vivências, na convivência, nas experiências. É só prestar atenção. Já imaginou se eu não tivesse visto a rosa naquele dia? Eu não seria quem eu sou hj, seria outra pessoa certamente, mas não a moça das rosas…
c. Preste atenção nos sinais, talvez eles sejam sutis… mas eles estão aí toda hora te mostrando e ensinando alguma coisa.
d. Acredite em si. Acredite no seu sonho, no seu potencial, só vc pode fazer aquilo que acredita. Ninguém de fora vai te dar o apoio que só vc pode se dar. Muitos podem querer te desanimar, outros te darão força. Mas só depende de você fazer acontecer.

E quando se passar alguns anos você vai entender coisas que naquele momento eram inexplicáveis, mas que te moveram, coisas que aconteceram como inspiração, pessoas que surgiram, atitudes que você teve, loucuras que fez. Com o tempo você liga os pontos e compreende. Compreende que a vida é para viver cada dia, aproveitar cada minuto, com atenção, amor e coragem. Uma hora tudo fará sentido na visão macro de um ser que viveu intensamente e expandiu.

Não tenha pressa, aproveite o passeio…
E um dia, como um bloco de argila que o tempo esculpiu, você verá que a sua vida se transformou em uma linda obra de arte!

9 Comentários

  1. Jean M F Cesar

    Que história linda, coragem, perseverança num sonho. Sim os sinais estão pulando a todo momento em nossos caminhos , basta reconhece los.
    Parabéns, sou teu fã !
    Maravilhoso teu trabalho.

    • Querido, só hj vi eu comentário rsss gratidão pelo carinho de sempre. Vamos juntos! Bjs

  2. Maria aparecia das Neves França

    Só em lê suas reportagens mim apaixonei pelos seus trabalhos ,????

  3. Ana Virgínia oliveira

    Linda história, no qual me vejo nela, pois estou tentando me encontrar, mas sempre livre de escolher, sou uma pessoa sonhadora, e adoro o que faço mesmo que seja do meu jeito. Vou seguir seu conselho. Muita gratidão!?

    • Vai com alegria, receba cada desafio como algo que te faça crescer. Acredite e trabalhe que tudo se realiza. Bjos estou na torcida!!

  4. Jacy Queiroz Marcelino Rodrigues

    Simone!
    Estou encantada com as rosas há algum tempo, qdo vi no facebook e compartilhei. Creio q uma amiga pessoal já adquiriu algum ou alguns trabalhos seus por lá.
    Agora, sinto o por quê dessas rosas encantarem. É você! A criadora delas! Quanta sensibilidade! Parabéns!

    • Obrigada Jacy, que legal, sabe, eu acredito que quando estamos bem passa p as nossas obras, todas elas. Se vc sentiu acho que estou fazendo direitinho, muito obrigada! Bjo granade!

  5. rosemary Koprovski

    Linda sua história, assim como são lindas suas rosas, e ainda a bondade do seu coração em agora no momento atual compartilhar seus ensinamentos com tantas pessoas,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *